Coronavírus: para pessoas em quarentena

fundo da imagem azul com o texto Novo Hamburgo contra o coronavírus

Formas de se Apoiar Durante o Distanciamento Social, Quarentena e Isolamento

COMPREENDA O RISCO. Considere o risco real de causar danos a si e aos outros ao seu redor. A percepção pública do risco durante uma situação como um surto de doença infecciosa geralmente é imprecisa. Tome medidas para obter os fatos:
Mantenha-se atualizado sobre o que está acontecendo, mas limitando sua exposição na mídia. Evite assistir ou ouvir reportagens 24 horas por dia, 7 dias por semana, pois isso tende a aumentar a ansiedade e a preocupação.

EDUCAR-SE. Os prestadores de cuidados de saúde e as autoridades de saúde devem fornecer informações sobre a doença, seu diagnóstico e tratamento. Não tenha medo de fazer perguntas - a comunicação clara com um profissional de saúde pode ajudar a reduzir qualquer sofrimento associado ao distanciamento social, quarentena ou isolamento.

Falar sobre suas necessidades é particularmente importante se você estiver em quarentena, pois você pode não estar em um hospital ou outro estabelecimento onde suas necessidades básicas sejam atendidas. Verifique se você tem o que precisa para se sentir seguro, protegido e confortável.

Peça informações por escrito quando disponível. Peça a um membro da família ou amigo para obter informações no caso de você não conseguir essas informações por conta própria.

Lembre-se de que as crianças são especialmente afetadas pelo que ouvem e vêem na televisão. Procure fontes confiáveis para obter informações sobre surtos de doenças infecciosas.

CONECTE-SE A OUTROS. Alcançar pessoas em quem confia é uma das melhores maneiras de reduzir a ansiedade, a depressão, a solidão e o tédio durante o distanciamento social, quarentena e isolamento. Você pode: Usar o telefone, email, mensagens de texto e mídias sociais para conectar-se a amigos, familiares e outras pessoas. Converse cara a cara com amigos e entes queridos usando o Skype ou o FaceTime.

Acesse o site e facebook da PMNH, para receber alertas de emergência via texto ou e-mail para garantir que você receba atualizações assim que estiverem disponíveis.

Se você precisar se conectar com alguém devido a um problema contínuo de álcool ou drogas, considere ligar para o escritório local de Alcoólicos Anônimos ou Narcóticos Anônimos.

Utilize maneiras práticas para relaxar. Relaxe seu corpo com frequência, fazendo as coisas que funcionam para você - respire fundo, alongue, medite ou ore, ou se envolva em atividades de que gosta. Se possível faça algo divertido após uma tarefa difícil.

Em caso de dúvida, ligar para o 136 ou 08006446543

Tenha uma rotina estruturada. Organize horários para atividades física, lazer, organização da casa, leitura e estudo. Se possível, separe um comodo da casa para realizar o seu trabalho.

Após o distanciamento social, quarentena ou isolamento Você pode experimentar emoções contraditórias, incluindo uma sensação de alívio.

Se você estava isolado por ter a doença, pode sentir tristeza ou raiva porque amigos e entes queridos podem ter medos infundados de contrair a doença por contato com você, mesmo que você tenha sido determinado a não ser contagioso.

A melhor maneira de acabar com esse medo comum é aprender sobre a doença e os riscos reais para os outros. Compartilhar essas informações geralmente acalma os medos dos outros e permite que você se reconecte com eles.

Caso você tenha apresentado resultado positivo para o Coronavírus entre em contato com o AMBULATÓRIO DE SAÚDE MENTAL: 3594-1174, para o monitoramento da sua situação.

Lembre-se: a quarentena está ajudando a manter outras pessoas seguras, especialmente as mais vulneráveis. A secretaria de Saúde e a Prefeitura de Novo Hamburgo, estão genuinamente gratos pela sua colaboração.