Páscoa: Procon Novo Hamburgo realiza pesquisa comparativa de preços de ovos e barras de chocolate

Páscoa: Procon Novo Hamburgo realiza pesquisa comparativa de preços de ovos e barras de chocolate

Publicado em 12/04/2019 - Editado em 12/04/2019
Assistente de fiscalização pesquisou os chocolates em cinco locais
Crédito
Divulgação

Pesquisar! A orientação parece repetitiva quando se fala na busca do melhor preço por um produto, mas ainda é o melhor caminho para quem quer economizar. E para facilitar a vida dos consumidores e oferecer uma referência de valores com a chegada Páscoa, o Procon Novo Hamburgo realizou, nesta sexta-feira, 12, uma pesquisa comparativa de preços de ovos e barras de chocolate.

“Foram visitados cinco pontos de venda do município e coletados preços de nove ovos de chocolate e de sete barras de chocolate de diferentes marcas. O assistente de fiscalização do órgão foi acompanhado por um responsável do estabelecimento, que foi escolhido aleatoriamente na área central como forma de fornecer opções aos consumidores com relação estrita a preço, sendo que a qualidade do produto também deve ser comparada”, explica os critérios na realização da pesquisa a subprocuradora do Procon Novo Hamburgo, Cláudia Schenkel.

O Procon priorizou a pesquisa de produtos idênticos, ou seja, mesma marca e gramatura.

Resultado da pesquisa

Variação entre o menor e maior preço do produto idêntico, considerando os estabelecimentos visitados

Clique aqui e confira a tabela.

Os ovos de chocolate, em produtos idênticos, podem variar até 25,42%

Considerando apenas os tradicionais ovos de chocolate, a maior variação para produtos idênticos verificada pelo órgão foi a do Ovo Garoto ao leite 185gr. O menor preço encontrado foi de R$ 29,90 (vinte e nove reais e noventa centavos), enquanto o maior chegou a R$37,50 (trinta e sete reais e cinquenta centavos) – variação de 25,42%.

O Procon ressalta que, mesmo se tratando do mesmo tipo de produto, a variação de preço é considerável, o que justifica o consumidor a desenvolver o hábito de pesquisar antes de comprar.

Em média, o quilo do ovo de chocolate é até 4 vezes superior ao da barra de chocolate.

O Procon analisou a diferença de preços de produtos iguais, contudo em formatos diferentes: barra de chocolate e ovos de chocolate.

Considerando um estabelecimento visitado pelo órgão, cujos parâmetros nos demais se mantiveram semelhantes, há uma diferença de 405,06% em um determinado produto, sendo que o quilo do ovo custa R$161,62 e de uma barra de chocolate o quilo custa R$39,90, ou seja, o quilo do ovo custa R$121,72 a mais que o quilo da barra de chocolate.

Valores de um dos estabelecimentos analisados de produtos iguais, mas em formatos diferentes:

Clique aqui e confira a tabela.

Procon sugere:

Comprar barras é uma boa alternativa para não estourar o orçamento. O órgão sugere que o consumidor faça uma lista de quem deseja presentear e o quanto pode gastar, para não ultrapassar seu limite financeiro.

Dicas de compras e economia

-Exija sempre a nota fiscal da compra;

-Faça a pesquisa de preços com antecedência;

-Verifique se o rótulo informa composição do produto, identificação do fabricante e peso;

-O peso líquido do chocolate deve ser indicado de forma clara, excluindo o valor da embalagem e dos possíveis brindes;

-Fique atento à embalagem, que precisa estar em boas condições de armazenamento, sem violação e indicar a validade do produto;

-No caso de ovos com brindes, a embalagem deve conter informações como faixa etária destinada e selo do INMETRO, que atesta a qualidade do brinquedo e garante a segurança das crianças;

-Verifique sempre o tamanho do brinde para evitar acidentes.

Dicas nutricionais – Cuidados com a saúde do consumidor

Difícil é pensar na Páscoa e não pensar em chocolate! Apesar de ser um dos alimentos mais calóricos, se bem escolhido, pode e deve ser apreciado sem culpa. Um chocolate de boa qualidade tem efeito benéfico sobre a saúde cardiovascular por ser rico em flavonóides, além de ter ação antioxidante.

A nutricionista Janaína Simon Adams, fornece algumas dicas para apreciar o chocolate sem culpa:

-Prefira as versões que apresentem no mínimo 45% de cacau;

-Evite o chocolate branco, estes possuem grande quantidade de gordura e açúcar;

-Verifique a lista de ingredientes, onde são listados em ordem decrescente todos os ingredientes utilizados na preparação ou fabricação do chocolate, ou seja, o primeiro ingrediente que aparece na lista é o que tem em maior quantidade. Evite àqueles em que o primeiro ingrediente é açúcar.

-Com relação à tabela nutricional, escolha a opção com menor teor de gordura saturada e trans.

- Lembre dessas estratégias para curtir essa época gostosa do ano e se beneficiar das vantagens de um bom chocolate.

Galeria da notícia