Decreto da saúde é flexibilizado e normaliza atendimento nas UPAs

Decreto da saúde é flexibilizado e normaliza atendimento nas UPAs

Publicado em 22/03/2019 - Editado em 26/03/2019
Crédito
Arte/PMNH

Para garantir o atendimento na saúde e assegurar a realização de exames laboratoriais básicos, a prefeita Fátima Daudt assinou, na tarde desta sexta-feira, 22, decreto que flexibiliza a medida de contingenciamento da saúde na cidade, publicada em novembro de 2018, prorrogando-a por mais 90 dias.

A medida é possível por que o governo do Estado acena com o cumprimento dos pagamentos atuais, no entanto, não garante quando pagará a dívida deixada pelo governo Sartori. Atualmente, os repasses atrasados do Estado para o Município somam em torno de R$ 17 milhões.

Ao fim de 120 dias, a flexibilização normaliza o atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Dr. Casemiro e Canudos para os usuários residentes em Novo Hamburgo.

Como ficam os atendimentos:

- Hospital Municipal: atendimento restrito a casos de urgência e emergência, para pacientes moradores de Novo Hamburgo

- UPA Canudos e UPA Centro: atendimento normalizado para pacientes de Novo Hamburgo

- Unidades de Saúde de Família (USF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS): durante a prorrogação poderão ser autorizados exames básicos laboratoriais para diagnóstico, desde que devidamente justificado pelo profissional requerente

Casos especiais:

- Os atendimentos pediátricos e para gestantes seguirão mantidos na Rede Municipal de Saúde de Novo Hamburgo

- Alta complexidade e a Oncologia permanecem inalteradas porque são mantidos com repasses do Governo Federal