Comusa realiza troca preventiva de componentes de rede para garantir o abastecimento

Comusa realiza troca preventiva de componentes de rede para garantir o abastecimento

Linha de apoio
Peça na saída da distribuição de água e componentes elétricos na captação estão sendo substituídos
Publicado em 12/06/2019 - Editado em 14/06/2019
Diretor-geral Márcio Lüders e engenheiro João Cervo analisando a tubulação em Y que será trocada
Crédito
Comusa

Manutenções preventivas, realizadas pela Comusa Serviços de Água e Esgoto, estão ajudando a garantir o abastecimento de água para toda a cidade. Na próxima terça-feira, 18, a autarquia substituirá uma tubulação em Y derivação localizada em um ponto crucial do sistema, na saída dos reservatórios que abastecem Novo Hamburgo. Uma eventual falha dessa peça deixaria o município sem água por longo período. A peça atualmente em uso está instalada no local há 17 anos, aumentando os riscos de um rompimento.

A troca do componente, localizado na Estação de Tratamento de Água (ETA) do bairro Rondônia, estava inicialmente agendada para a última terça-feira, 11, mas precisou ser adiada. A peça entregue pelo fabricante não era a solicitada e a equipe técnica da Comusa precisou enviar de volta. “Essa é uma manutenção preventiva, importante para mantermos o abastecimento. Temos buscado identificar pontos que possam apresentar problemas, fazendo um trabalho proativo na rede de abastecimento para evitarmos falta de água”, explica o diretor-geral da Comusa, Marcio Lüders.

PREVENÇÃO - No escopo do mesmo trabalho preventivo já foram substituídos equipamentos elétricos importantes, como disjuntores, para-raios de proteção do transformador da casa de bombas, além de uma revisão geral na subestação na Estação de Captação de Água Bruta (EAB) junto ao Rio dos Sinos. No mesmo sistema as equipes de manutenção substituíram uma das bombas de captação que já começava a apresentar problemas.

SUBSTITUIÇÃO - A troca da peça está prevista para começar às 9h e terminar por volta das 15h. O sistema de abastecimento, nesse caso, tem uma autonomia média de cerca de 3 horas, dependendo o nível de consumo. Em função disso, é possível que partes de Novo Hamburgo fiquem sem abastecimento por um curto período, no início da tarde de terça-feira, 18. “Temos uma rede antiga, que eventualmente apresenta problemas. O processo de substituição de redes e de componentes do sistema é uma iniciativa nossa para nos anteciparmos a esses possíveis problemas”, reforça Lüders.