Revitalização do Parcão avança e trilha recebe blocos nos próximos dias

Revitalização do Parcão avança e trilha recebe blocos nos próximos dias

Publicado em 12/02/2019 - Editado em 15/02/2019
Trilha começará a receber os blocos de concreto nos próximos dias
Crédito
Tatiane Brandão

Entre as melhorias que estão sendo promovidas no Parque Henrique Luiz Roessler (Parcão), uma das mais esperadas é a revitalização da trilha de 1,5 quilômetro que receberá iluminação, alargamento, acesso à bica, blocos de concreto e outras novidades.

As obras no local começaram em janeiro com a instalação de eletrodutos e caixas de elétrica para fixação dos postes e seguem nos próximos dias com a colocação dos blocos de concreto em toda a sua extensão. As mudanças fazem parte das obras de revitalização do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI), executado pela Prefeitura e financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A escadaria que leva os pedestres à bica está em fase de conclusão, assim como o serviço de terraplenagem no trecho. Além da trilha, está previsto o funcionamento da lancheria que estava inacabada e agora já conta com a estrutura pronta. Conforme o secretário de Meio Ambiente Udo Sarlet, o termo de referência para o processo licitatório está encaminhado aguardando parecer jurídico. A lancheria conta com espaço amplo para os visitantes, com capacidade para 40 pessoas nas mesas do salão interno e mais quatro bancos altos no balcão de atendimento. Já na parte externa serão mais oito mesas para 38 pessoas sentadas. A madeira utilizada para os pilares será do tipo eucalipto autoclavado com tratamento anticupim, antifungos e antiumidade.

Ainda fazem parte das obras um pórtico de entrada, o cercamento de todo o seu período de divisas, portões principais e secundários, iluminação do parque e a reforma da sede administrativa do Parcão. O investimento para concluir o parque é de R$ 4,38 milhões e no ano passado foi entregue à comunidade a revitalização da parte interna do parque. Fundado em fevereiro de 1990, é uma Unidade de Conservação (UC) de Uso Sustentável. A área dispõe de 54,1 hectares de vegetação nativa.