Oportunidade gratuita traz a garotada para o jiu-jitsu

Oportunidade gratuita traz a garotada para o jiu-jitsu

Publicado em 30/01/2019 - Editado em 04/02/2019
Mais de 15 meninos e meninas participam das atividades no bairro Boa Saúde
Crédito
Betina Ludwig

“Sempre tive muita vontade de praticar jiu-jitsu, mas como o investimento é alto minha família não podia pagar para mim. Agora, com a oficina gratuita, não perco uma aula e ainda faço vôlei, futebol e basquete.” A afirmação é do jovem Alisson Oliveira, de 14 anos, que participa da oficina oferecida pela Prefeitura de Novo Hamburgo, em parceria com a Feevale, no Centro de Esportes e Artes Urbanas (CEU), no bairro Boa Saúde, por meio do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI). Assim como ele, mais 15 meninos e meninas participam das atividades que já estão com as inscrições esgotadas para esta modalidade.

E eles não perdem uma aula. Nem mesmo nesse calor dos últimos dias. “Eu amo este lugar. Aqui tenho meus amigos, aprendo e me divirto. Gosto tanto que também venho para o vôlei e o futebol”, conta Dyovana Placido, de 13 anos. “Aqui aprendemos o respeito, a disciplina e a dedicação que são a base do jiu-jitsu. Esse aprendizado levo para minha casa, minha escola e minha vida”, detalha.

A prioridade das aulas foi dada para alunos já participantes assíduos em outras oficinas, mas existe uma lista de espera. Caso, haja desistência ou ocorra faltas recorrentes (mais de quatro seguidas), é aberta uma vaga e se chama o próximo da lista. As outras oficinas como basquete, hip hop, xadrez e vôlei estão sempre com as inscrições abertas na sede do Centro de Esportes e Artes Urbanas, Centro CEU, na Rua do Bosque, bairro Boa Saúde. Basta comparecer com documento de identificação e, caso seja menor de idade estar acompanhado pelo responsável legal. As oficinas têm o financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e integram o componente de Prevenção a Violência.