Jovens do Case aproveitam oficina de Padaria para uma chance no futuro

Jovens do Case aproveitam oficina de Padaria para uma chance no futuro

Publicado em 27/06/2019 - Editado em 28/06/2019
Reinserção social é um dos objetivos da Oficina oferecida pela Prefeitura de Novo Hamburgo
Crédito
Betina Ludwig

“Vejo nesta oficina uma chance de um futuro melhor pra mim e pra minha família.” A afirmação cheia de esperança é de um jovem de 16 anos do Centro Socioeducativo de Novo Hamburgo (Case) que participa da oficina de Padaria oferecida pela Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo (PMNH), em parceria com a Associação do Bem Estar da Criança e do Adolescente (Asbem), pelo Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI). Assim como ele, vários jovens com bom comportamento têm a chance de participar das aulas e aprender um ofício para buscar uma chance no mercado de trabalho quando deixarem o local.

Nas aulas, eles aprendem que para construir novas histórias é necessário trabalho, força de vontade e dedicação. Para isso, nada melhor que a mão na massa, literalmente. Sob o olhar atento e riso fácil da educadora social Flávia Rodrigues, os participantes preparam a receita com animação e o trabalho em equipe reflete nas produções durante as aulas. Cuidadosos com o tempo e a temperatura em que os alimentos ficarão no forno para ter um bom resultado. Flávia destaca que eles são interessados e que o planejamento flui além do esperado. “Eu estou surpresa com o empenho dos meninos. Eles realmente fazem com vontade e estão vendo um começo aqui”, falou.

Todos participam na produção, seja na contagem da massa, na limpeza ou organização. Assim como o alimento que tem o seu tempo para ficar pronto, os jovens aproveitam para construir dentro da instituição um novo capítulo de suas vidas. “Estou aprendendo o valor do trabalho. Fico feliz em ter essa oportunidade e talvez poder fazer para meus familiares, amigos e ter uma profissão. Isso é muito bom para nós”, disse um dos meninos. O projeto tem o financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e está inserido dentro do componente de Prevenção à Violência.