Estrutura administrativa da SDS participa do encontro de educação permanente

Estrutura administrativa da SDS participa do encontro de educação permanente

Linha de apoio
Iniciativa faz parte do ciclo de análises que coloca em constante evolução o trabalho cotidiano em Assistência Social
Publicado em 29/05/2019 - Editado em 31/05/2019
O secretário de Desenvolvimento Social, Roberto Daniel Bota, ao lado da pedagoga Marta Borba Paulo, fez a abertura do encontro de modo a valorizar o trabalho dos administradores da SDS
Crédito
Karina Moraes

“Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.” A frase do educador, pedagogo e filósofo Paulo Freire (1921-1997) deixa claro o norte e o contexto do Encontro de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), desta vez destinado aos trabalhadores administrativos dos serviços da gestão da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) e do Conselho da Assistência Social de Novo Hamburgo.

Realizado na tarde de terça-feira, dia 28, no quinto andar da Casa da Cidadania (Rua David Canabarro, 20, Centro), o evento na Casa dos Conselhos contou em sua abertura com o secretário de Desenvolvimento Social, Roberto Daniel Bota, e o tema do acolhimento foi aberto pela coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Kephas, Cristiane Michels. “O administrativo é o cerne de todo o trabalho de Assistência Social”, frisou o secretário Bota. “Exige organização e é grande a possibilidade de se aprender na prática, em constante processo educativo, como lidar com as mais diferentes e novas situações que se apresentam no dia a dia.”

O objetivo proposto foi criar um ambiente de cooperação criativa com vistas ao fortalecimento das ações em equipe e de valorização da diversidade de pensamentos, por meio de dinâmicas entre as três Proteções Sociais – Básica e Especial (Média e Alta Complexidade) – e as Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

De acordo com o pedagogo do Departamento de Educação Social, da SDS, Orlando Pinheiro, as possibilidades de constante formação de profissionais e serviços se ampliam a partir de uma permanente leitura em grupo de diversas realidades. “A gente vai atingindo a qualificação à medida que olha de forma coletiva, com referenciais teóricos e a prática, para o fazer cotidiano na Política de Assistência Social”, resume. Ao final, o público administrativo pôde avaliar o encontro e trazer proposições para a próxima edição em um novo ciclo de educação permanente da SDS.