Com diploma nas mãos, jovens podem ir à luta

Com diploma nas mãos, jovens podem ir à luta

Publicado em 25/03/2019 - Editado em 03/04/2019
Ao todo, 219 alunos se formaram nas oficinas do PDMI
Crédito
Betina Ludwig

Culinária e inglês. Apostando em um futuro na área gastronômica e quem sabe em uma carreira internacional, a jovem Amanda Ferreira, de 15 anos, foi uma dos 219 estudantes das oficinas do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI) que receberam seus diplomas na última sexta-feira, dia 22. Alunos de 16 oficinas laborais estiveram presentes na Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo (CDL) para encerrar o ciclo de oficinas gratuitas oferecido pela Prefeitura e desenvolvido na Associação do Bem Estar da Criança e do Adolescente (Asbem).

Segundo o secretário de Segurança Pública, general Roberto Jungthon, esses jovens tiveram uma grande oportunidade de aprender uma profissão, testar suas habilidades e abrir uma porta para o futuro garantindo sua renda própria. Para a vice-presidente da Asbem, Terezinha da Silva Roque, a entidade sempre estará presente na vida dos alunos. "É com muita alegria que conduzimos esse momento que foi muito sonhado pela Asbem. Nós sempre estaremos aqui para recebê-los", disse.

“O encerramento deste curso representa um novo começo e um desafio. A oficina foi uma oportunidade única para os jovens se desenvolverem e valeu muito a pena participar do projeto. Além de aprendermos, ficamos longe de caminhos que não são certos”, ressaltou Amanda que participou dos nove meses de curso na sede da Asbem. As oficinas fazem parte do componente de Prevenção à Violência e têm o financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).