Catavida faz oficinas de sacolas ecológicas com camisetas entre catadores das cooperativas de Novo Hamburgo

Catavida faz oficinas de sacolas ecológicas com camisetas entre catadores das cooperativas de Novo Hamburgo

Linha de apoio
Pela passagem do Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho, o programa de gestão social de resíduos sólidos programou a atividade na Coolabore e na Univale
Publicado em 10/06/2019 - Editado em 11/06/2019
Homens e mulheres se envolveram com a ação rápida, proposta pelo Catavida, realizada também em curto espaço de tempo na Univale
Crédito
Karina Moraes

Refletir sobre o uso de sacolas plásticas para as compras do dia a dia foi a proposta que levou o Programa Catavida, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), a reunir catadores das cooperativas de reciclagem de Novo Hamburgo em oficinas de ecobags. As bolsas ecológicas, criadas a partir de camisetas em desuso, foram feitas por cooperados na Coolabore e na Univale. “São mulheres e homens que se tornam multiplicadores dessa semente da sustentabilidade em seus territórios”, observa a gerente do Catavida, Andréia Falkoski.

Voltado à gestão social de resíduos sólidos no Município, o Catavida oportunizou aos catadores da unidade Centro da Coolabore e da Univale, no bairro Liberdade, um momento de quebra de rotina e incentivo à customização. “O tecido de algodão usado nas camisetas demora de dez a 20 anos para se decompor no meio natural, por isso é importante reutilizar o pano, e mais tempo ainda levam as sacolas plásticas”, acrescenta Andréia. “A excessiva aceitação hoje dessas sacolinhas de mercado é uma das grandes vilãs do equilíbrio ambiental.”

Refletir antes de aceitar

Com a vantagem do reúso, as ecobags substituem as sacolas plásticas, que devem ser recusadas por quem se preocupa com o planeta.

De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente, entre 500 bilhões e 1 trilhão de sacolas plásticas são consumidas em todo o mundo por ano. No Brasil, aproximadamente 1.4 milhão delas são distribuídas por hora, e está aí uma informação simplesmente espantosa!

Quase 50 anos de luta contra a poluição no planeta

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi instituído em 5 de junho de 1972, durante a Conferência das Nações Unidas em Estocolmo, na Suécia. Não à toa, a data passou a ser usada como alerta internacional sobre o quanto é importante preservar os recursos naturais que eram considerados, até então e por muitos habitantes do planeta, como inesgotáveis.

Em 2019, bem perto de se completar 50 anos depois da Conferência de Estocolmo, como ficou conhecida, a ONU Meio Ambiente tem promovido uma série de ações, como um site especial, um mapa interativo de eventos e um desafio digital para chamar a atenção para a evitável poluição do ar.

Confira como fazer uma sacola ecológica

É muito simples de fazer uma ecobag, para carregar as compras de feira e padaria, a partir de uma única camiseta. E o melhor: a iniciativa não requer o uso de agulha e linha.

Na parte da barra, alinhando a frente com as costas, faça cortes com a tesoura de mais ou menos 5 centímetros para cima, formando tiras com a distância aproximada de 2cm entre uma e outra (foto 1).

Em seguida, faça nós duplos e apertados entre as tirinhas correspondentes da parte da frente com a de trás até terminar todos os pares (foto 2). Desse modo, você fecha de maneira segura o fundo de sua ecobag.

Na próxima etapa, corte as mangas fora, mantendo a costura original das cavas, de modo a formar as alças de sua sacola (foto 3).

E, por fim, dobre ao comprido a camiseta ao meio e faça um recorte mais profundo em ¼ de lua ou em formato quadrado para retirar a gola, formando assim a abertura da ecobag (foto 4).

Não se importe muito em deixar tudo certinho, porque depois que você colocar as suas compras ali dentro, o próprio peso irá fazer o tecido se esticar e tudo ficará bem alinhado – você vai ver!

#FicaADica

Em caso de camisetas estampadas, você pode virar do avesso antes de começar o processo de customizar a peça de roupa. Desse modo, a ecobag ficará de uma cor só.

Galeria da notícia