Ação coletiva para fortalecer o público feminino

Ação coletiva para fortalecer o público feminino

Linha de apoio
Convidada pela ONG Mulheres em Construção para uma roda de conversa, a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, Eliana Benkenstein, falou sobre a importância da independência por meio da aprendizagem profissional
Publicado em 28/01/2020 - Editado em 30/01/2020
A coordenadora Eliana Benkenstein incentivou as participantes a dividir as suas experiências de vida e ela falou sobre empoderamento feminino e autonomia
Crédito
Divulgação

Capacitar as mulheres para o mercado da construção civil, estendendo até as suas mãos as ferramentas que ajudem a garantir o empoderamento feminino. Com esse objetivo, a ONG Mulheres em Construção esteve em Novo Hamburgo nos dias 24 e 25 deste mês para promover o workshop que visa diminuir a desigualdade de gênero e aumentar as oportunidades de emprego. O encontro ocorreu em uma loja da Rua Bartolomeu de Gusmão, no bairro Canudos.

Convidada pela fundadora e presidente do projeto, a canoense Bia Kern, a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres da Prefeitura de Novo Hamburgo, Eliana Benkenstein, conversou na ocasião com as participantes sobre a importância de se desenvolver um ofício que promova a autonomia feminina. “É visível a conquista crescente do nosso espaço na sociedade e no mercado de trabalho, já que a independência financeira é fator determinante, inclusive, para interromper o ciclo da violação de direitos contra a mulher”, observou Eliana. Para ela, o encontro proporcionou uma gratificante troca de experiências e de histórias de vida. “A missão da Coordenadoria para Mulheres é justamente a de quebrar barreiras e incentivar o diálogo”, ressaltou.

Mais de 40 mulheres, desde jovens até pessoas da terceira idade, representadas por integrantes do Programa Melhor Idade (PMI), participaram da formação que incluiu leitura e interpretação de planta baixa, colocação de cerâmica, noções básicas de hidráulica e alvenaria, com aplicação e uso de materiais, desde reparos até a preparação da parede para receber camadas de tinta.

No sábado, dia 25, as voluntárias que realizaram a capacitação se dirigiram à sede da Associação de Assistência em Oncopediatria (AMO) para colocar mãos à massa. Identificadas com os capacetes e as camisetas rosas do projeto, elas fizeram a boa ação de dar cor às paredes do espaço que oferece atendimento social integrado a crianças com diagnóstico de câncer. Os ambientes do auditório e da lavanderia na entidade ganharam uma pintura nova, enquanto os laços de amizade eram estreitados no trabalho colaborativo.

A ONG Mulheres em Construção promove a cidadania e o empoderamento das mulheres. Para essa finalidade, busca inserir o público-alvo em um mercado de trabalho predominantemente masculino, por meio da aprendizagem e de maneira a contribuir com a igualdade de oportunidades entre os gêneros.

Galeria da notícia