1ª Virada Cultural de Novo Hamburgo encerra com excelentes resultados para economia e cultura municipal

1ª Virada Cultural de Novo Hamburgo encerra com excelentes resultados para economia e cultura municipal

Publicado em 12/11/2019 - Editado em 17/11/2019
Público lotou a Praça do Imigrante para assistir ao show do Nando Reis
Crédito
Joel Reichert

Com o show de Nando Reis no palco principal, na Praça do Imigrante, a 1ª Virada Cultural de Novo Hamburgo encerrou-se com chave de ouro na noite de domingo, 10. Com 47 atrações abertas ao público e 23 apresentações gratuitas de música, teatro e dança, a Virada Cultural teve 158 horas de atividades distribuídas nas 35 horas corridas de evento, que teve início às 10h de sábado, 9 de novembro. A Secretaria da Cultura de Novo Hamburgo mobilizou 45 funcionários públicos para viabilizar o evento, compondo uma força de trabalho de 90 pessoas.

Mais de 100 artistas locais se apresentaram nos palcos e espaços, distribuídos entre a Praça do Imigrante, a Casa das Artes, o Espaço Cultural Albano Hartz e o Calçadão Osvaldo Cruz. Com eventos que variaram de shows de rock, como a banda The Dogs e a Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo, a batalha de beatbox, apresentações de teatro infantil e rodas de capoeira, além de apresentações de bandas de âmbito estadual, como As Tubas, Two Step Flow e GrooVi, e a atração nacional e headliner da segunda noite, Nando Reis.

Além das apresentações, a classe artística trouxe a cultura por meio de oficinas ao público. A Secretaria da Cultura de Novo Hamburgo realizou uma oficina chamada Foto da Hora, onde de hora em hora o público presente recebia instruções de como operar máquinas fotográficas e realizar fotos de acordo com pautas estabelecidas. O grupo de dança Age Movement, que se apresentou no palco principal da Virada Cultural, realizou uma oficina de danças urbanas. E a Cia Fita Crepe realizou uma oficina de bolhas de sabão gigantes na Praça do Imigrante, divertindo crianças e convidando os adultos a reviverem a infância.

Outra atração da Virada Cultural foi a Jornada Fantástica, realizada na Casa das Artes, e que teve uma mesa redonda sobre literatura fantástica, além de uma oficina de produção textual e audiovisual. Durante a Jornada Fantástica, que virou a madrugada do final de semana, mesas de RPG se formaram, com os participantes jogando até as 5h da manhã. Nesse evento também foi exibido o curta vencedor do prêmio de melhor filme do FantasNóia II, "Who's that man inside my house?", de Lucas dos Reis.

Para o secretário da Cultura de Novo Hamburgo, Ralfe Cardoso, o engajamento da população da cidade era o grande foco para a realização da Virada Cultural, sendo um objetivo atingido ao trazer um fluxo de aproximadamente 15.000 pessoas para a Praça do Imigrante ao longo dos dois dias de evento. “A participação da comunidade hamburguense mostra o acerto em realizarmos um evento dessa magnitude. A diversidade na programação em mais de 30h de atividade são a mostra que temos muita potência na cultura hamburguense”, afirma.

“A Virada Cultural foi um sucesso! As pessoas estão se apropriando dos espaços públicos revitalizados, que é delas por direito. Percebe-se tem muita alegria em Novo Hamburgo”, avaliou a prefeita Fátima Daudt.

Ao todo, 70 Guardas Municipais e Policiais Militares foram mobilizados para garantir a segurança da Virada Cultural. Funcionários da Secretaria da Saúde realizaram uma intervenção com o ônibus da saúde, convidando o público a realizar os testes rápidos para DSTs e medição de pressão e glicose. A Secretaria Municipal do Esporte e Lazer esteve presente com o xadrez gigante e com uma aula de ritmos, realizada no palco principal do evento.