Oficinas profissionalizantes da PMNH formam mais 30 internos do Case NH

Oficinas profissionalizantes da PMNH formam mais 30 internos do Case NH

Linha de apoio
Solenidade ocorreu na tarde da quinta-feira, 6, e marca uma nova etapa na vida dos alunos atendidos
Publicado em 06/02/2020 - Editado em 14/02/2020
Formatura é oportunidade de recomeço e inserção no mercado de trabalho
Crédito
Lu Freitas/PMNH

As oficinas profissionalizantes da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo (PMNH) formaram mais 30 internos do Centro de Atendimento Socioeducativo de Novo Hamburgo (Case NH). A cerimônia de entrega dos certificados ocorreu nesta quinta-feira (06) e contou com a presença da prefeita Fátima Daudt e do presidente da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase), Farelo Almeida.

A iniciativa integra o Projeto de Formação Laboral, executado em conjunto pelas secretarias de Segurança (SEG) e Desenvolvimento Social (SDS). A ação, que atendeu a 529 jovens do município, foi estendida ao Case NH em 2019. Em duas edições, foram capacitados 56 internos. “Este momento é o início de um processo de mudança na vida de todos vocês. Desejamos que, no futuro, todos possam olhar para trás e ver que o diploma que hoje entregamos representou a oportunidade de tomar um novo rumo em suas vidas”, disse a prefeita Fátima.

Os cursos disponibilizados aos internos possuem a mesma estrutura metodológica e curricular das oficinas promovidas aos demais jovens da comunidade hamburguense. Nesta edição, a PMNH promoveu oficinas de padaria e confeitaria, garçom, e barbearia e técnicas de corte de cabelos. As aulas, iniciadas em novembro de 2019 e finalizadas em janeiro de 2020, foram ministradas por educadoras da Associação do Bem-Estar da Criança e do Adolescente (Asbem).

Farelo Almeida lembrou que a maioria das prefeituras não conhece a realidade atual da Fase, o que resulta numa percepção errada do tratamento dados aos internos e do trabalho da instituição como um todo. “Fico feliz quando vejo uma administração propositiva, que possui a noção do quanto o investimento nestes meninos pode ser decisivo para o seu futuro. Novo Hamburgo está de parabéns”.

Para o secretário de Segurança, Roberto Jungthon, o projeto demonstra que a administração municipal não foca apenas em investimentos na repressão à violência e à criminalidade. “Os meninos do Case NH fazem parte de um dos grupos mais vulneráveis e suscetíveis à cooptação pelo crime organizado. Nossa postura, ao ocupar espaço na Segurança, observa mais este aspecto. É necessário investir em prevenção e socioeducação, unindo esforços para dar oportunidade àqueles que mais precisam”, enfatizou.