Dia de acantonamento marca as férias na URAS Monteiro Lobato

Dia de acantonamento marca as férias na URAS Monteiro Lobato

Linha de apoio
Com mais estrutura que um acampamento, o evento foi um sucesso junto ao público infantil que frequenta o espaço no bairro Canudos
Publicado em 04/02/2020 - Editado em 14/02/2020
A coordenadora Adelaide Schardong supervisiona as atividades, como o banho de piscina, juntamente com sua equipe na URAS Monteiro Lobato
Crédito
Karina Moraes/PMNH

Nem chega a ser novidade o dia de acantonamento na Unidade de Referência de Assistência Social (URAS) Monteiro Lobato. A atividade de recreação, com direito a alojamento para o público mirim dormir fora de casa, costuma ser realizada de tempos em tempos no espaço canudense. Mas agora, para marcar as férias de verão, uma nova e refrescante edição foi colocada em prática.
A iniciativa ocorreu no final da tarde de uma quinta-feira, dia 23 de janeiro, e contou com 13 crianças, de 5 a 14 anos.

Os participantes trouxeram consigo os itens que não costumam levar toda hora para a Monteiro, como toalhas, trocas de roupas e cobertas. Tudo para usufruir dos ambientes e pernoitar em salas fresquinhas, no segundo andar da casa, sob a supervisão atenta da equipe técnica. Afinal, ao contrário do acampamento, o acantonamento oferece mais conforto e estrutura para vencer uma agenda realmente cheia.

Claro que tamanha motivação não estava apenas em dormir no endereço que frequentam com regularidade e que dispõe do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), pois os organizadores reservaram muito mais atividades do que em um dia comum.

Tudo começou pelo lanche e brincadeiras na sequência, com tempo para as crianças se divertirem na cama elástica, no jogo de perguntas e respostas com bexigas d’água e ainda se refrescar na piscina inflável.

De noite, um jantar com sabor de festa foi preparado pela equipe da URAS, que providenciou até uma chapa quente para fazer na hora aquele lanche que só os gaúchos conhecem bem, o xis burguer.

Antes de dormir nas salas que viraram alojamento ainda teve baladinha, além das sessões de filmes para cada grupo, que foram divididas conforme a faixa etária. “Quando há acantonamento, os técnicos ficam acordados a noite toda”, diz a coordenadora da URAS Monteiro Lobato, Adelaide Schardong. “É nessa hora que, além da estarmos supervisionando o sono da turma que aqui se hospeda, aproveitamos para organizar o nosso trabalho na URAS, pois também é um momento de estreitarmos os laços da equipe.”

Ao acordar, as crianças tomaram o seu café da manhã, preparado com carinho na cozinha do espaço, antes de seguirem com a sua vida em família, sabendo que a URAS está sempre disponível para o seu retorno.