Fábrica da Cidadania recebe 500 pares de calçados do Projeto Pró-Fábrica da Feevale

Fábrica da Cidadania recebe 500 pares de calçados do Projeto Pró-Fábrica da Feevale

Publicado em 07/08/2019 - Editado em 09/08/2019
500 calçados foram doados para a distribuição pelos CRAS da cidade
Crédito
Lu Freitas

Na tarde desta terça-feira, dia 6, a Rua Coberta do Câmpus 2 da Feevale se transformou em cenário de um ato de solidariedade e consciência sustentável. O projeto acadêmico Pró-Fábrica – Sapateiros do Bem restaurou e entregou 500 calçados para a Fábrica da Cidadania. O espaço de recebimento e triagem de doações do Município, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), realiza a distribuição das peças aos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade. Os usuários dos serviços socioassistenciais nos territórios, inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), usam a moeda social, especialmente em brechós solidários, como forma de aquisição das peças doadas pela comunidade.

O momento da entrega contou com as presenças da prefeita Fátima Daudt, do reitor da Universidade Feevale, Cleber Prodanov, do secretário de Desenvolvimento Social, Roberto Daniel Bota, do coordenador do projeto e professor de Engenharia da Produção, Roberto Affonso Schilling, e do coordenador da Fábrica da Cidadania, Mauro Rogério Córdova. “Cheguei aqui e me disseram que havia um problema com o projeto social”, brincou a prefeita Fátima. “Que muitos dos integrantes do Pró-Fábrica foram contratados por empresas, o que é uma ótima notícia, na verdade, e vejo que os esforços se mantêm pela manutenção desta importante iniciativa social.”

Em uma verdadeira força-tarefa dentro da instituição acadêmica, os itens foram consertados durante o módulo de Reparos em Calçados, depois de serem coletados internamente pela Feevale e por meio da Campanha do Agasalho realizada anualmente pela SDS, da Prefeitura de Novo Hamburgo.

Na Rua Coberta, também foram expostos calçados produzidos por Claudiomiro Leal Nogueira, José Roger Felizardo, Nauro Danilo da Silva e Sandra Beatriz de Souza Vargas. Os quatro são beneficiários do projeto e estão empreendendo individualmente, baseados em conhecimentos adquiridos durante as atividades.

Galeria da notícia